28 de dezembro de 2012

Mantra de fim de Ano # 270

“Enxergue as pessoas como elas realmente são.
Tire o photoshop, a trilha sonora, o close de melhor ângulo, a maquiagem e as roupas de marca e o cheiro do melhor perfume.
Adicione o mau humor, as olheiras, os problemas, as manias, os defeitos.
Agora sim, decida-se.”

Caio Fernando Abreu


E dai que eu começo os meus post citando os outros?
Meu blog, meu post faço, o que quero. rs

Fora que essa frase ai é tipo meu mantra, né não?
A gente tem que gostar das pessoas, depois de conhecer seus defeitos, de brigar com ela.
Não há como ter profundidade sem diferenças.
Esse post é pra encerra o ano, o ciclo de 2012.
Escrevi bastante esse ano, chorei e me diverti igual.

Fico chateada quando me dizem que o blog é futilidade, mas me encho de orgulho quando me cobram frequência.  È o preço que se paga quando a gente expõe sem medo pra vida.

Fecho o Ano, mudando minha vida, a de Duda e de carona a da minha família.
Começo 2013 um novo ciclo, tudo engatado pra ser esposa e mãe sem ter o apoio diário da minha mãe, já vivi fora, mas essa experiência, o rumo que estou tomando é totalmente novo pra mim, levo comigo duas vidas muito importantes. 
Finalizo 2012, senhora de mim e feliz.

Espero que em 2013 a gente se curta muito, por que eu terei muitas coisas pra contar.

Um Beijo e um Chero.


PS: Obrigada por ter decidido por continuar me Lendo.

27 de dezembro de 2012

Lesc # 269

Eu nem lembro mais como era a ideia deste post.
Botei a foto aqui, antes do Lucca nascer e não dei continuidade.
Desde então não nos reunimos mais as 4.
A Ju e Mona é bem mais fácil de encontrar, procuro ver o Lucca sempre uma vez na semana pelo menos.
A Jacque mora em outra cidade.
Isso agora, mas mesmo antes, quando ainda eramos vizinhas de bairro, ela não era fácil de ser achada, a rotina de família e emprego nos afastou bem mais que esperávamos.

A Ju é a mais presente de todas, manda sms e visita.
A Mona ainda é a que reuni, ela marca, todo mundo vai.
A Jacque é a carente, a gente precisa adular pra ela fazer uma esforço.
Eu, eu sou... Não sei mais onde me encaixo neste Elo.

Fizemos Amigo Secreto neste Natal,  nos 4, como nos bons e velhos tempos.
A Jacque furou, como todo mundo previa. 
Eu tirei a Ju e tive uma crise de panico quando fui comprar o presente dela: Não sabia mais do que ela gostava!!
A Mona me deu uma sandália  que eu sutilmente dei a dica e como o presente de 5 anos de Duda, me deu um colar com pingente. Amei.
A Ju tirou a Jacque que tirou a Mona.
A gente se reuniu, demos risada, tiramos foto... Mas sabe? Fica um buraco.
Vamos pegar no pé da Jacque,  uma leve tortura psicológica  mas sabemos que são coisas da vida, que nada mais é como antes.
Espero que quando a Ju tiver um filho, possamos tirar uma foto pra complementar esse ciclo.
Uma tradição boba, mas que a mim faz muito bem.

Crescer é para os fortes.




26 de dezembro de 2012

Mulherao #. 268- Republicando

A Marli é daquelas mulheres que quando passa, todos os homens do ambiente vão olhar pra ela.
As mulheres também.
Eu só percebi o quanto ela era bonita quando alguém me falou: 

"ela arrassa quarteirão."

Não sou cega, nem idiota. 
Mas eu só via a amiga, que me estendeu a mão num momento delicado. E eu agarrei o braço. Os dois braços.rs
Quando ela joga aquele cabelão dela pra o lado ou sorri apertando os olhos, numa falsa modéstia, eu não me incomodo enquanto mulher, a pessoa ali ao meu lado, atraindo todos os olhares, é muito mais que seus coxões ou o quadril de mulata.
Marli é uma felina acanhada, é doce e gentil. A sedução está mais em não ser acessível no que no porte físico propriamente.
Eu queria ter o cabelo dela sim, mas já passei da fase da inveja, hoje eu queria te mais palavras que acalentasse sua alma e poder ser presente em sua vida, ela precisando ou não, como ela foi na minha.
Ela é sim um mulherão mas muito mais pelos seus atos, pela coragem e pela decência com que conduz sua vida.

Pra mim você é Linda sempre "Srta.Vamos SAIR! É baratinho!!!rs"

23 de dezembro de 2012

Fada madrinha Sica Soares # 267 - Republicando

Eu tenho uma madrinha por opção.
Sim, escolha minha. Ela foi eleita pra esse cargo por méritos próprios.
Nem sei se ela sabe, mas sempre que e tenho que falar dela informo: Minha Madrinha.
Eu tenho madrinha e tudo, mas não somos próximas.
Não bastasse ela me amar e me tratar muito bem, eu era respeitada por ela. Sim Sim. Isso ainda na infância e adolescência, até uns 16 anos ou 17... por ai.
Sempre que busco uma imagem alegre da minha infância, tem ela em quase todos os momentos.
Seu sorriso, seu interesse pelo que eu pensava e como me sentia.
Um anjo.
Ela foi um anjo de paz, sua casa um refúgio. Seus braços um conforto sem fim.
Hoje em dia estamos distantes, mas sei que além de não ter acabado seu amor por mim se estende a minha filha, que ela chama de neta.
Ela foi minha amiga quando eu nem sabia do que se tratava amizade.
Me acompanhou na busca por um vestido de formatura, me fazendo mais do que companhia: provando que se importava.
A gente foi ver Titanic no cinema e ela me disse: 

"vou te amar pra sempre". 

Eu respondi Eu também.
Até agora, a gente cumpriu.

A vida vale a pena sim!



Sica Soares você é minha Fada Madrinha!

21 de dezembro de 2012

Etc & Tal - por Caroline # 266

Pois é, mais um ano esta acabando e o natal está se aproximando cada vez mais e você logo irá querer um presente, não é mesmo? 
Mas ai eu te pergunto: 

Você sabe realmente o significado do Natal ? O porquê de ele ser comemorado no dia 25 de dezembro e não em qualquer outro dia?

Não, não é porque é final de ano e as lojas precisam pagar o décimo terceiro para cada funcionário. 
Mas sim porque Jesus nasceu nesse dia tão maravilhoso, nasceu com um chamado especial, para salvar todas as nossas vidas, nasceu de uma virgem, e morreu para salvar nossas vidas, isso sim é uma grande prova de amor de DEUS, uma prova de amor de Jesus, que morreu na cruz para que pudéssemos viver em paz.
E então você agradece xingando sua mãe, respondendo ela simplesmente porque ela não deixou você ir a uma festa, culpando DEUS por toda e qualquer coisa de ruim que aconteça com você, mas nas horas boas ninguém se lembra dele não é?Você mesmo sabe o quão é ruim só ser lembrado nas horas ruins, se revolta e vira as costas para quem faz isso. Mas ele não, ele nunca virará as costas para você, porque você é filho dele e ele sim te ama acima de tudo, acima de todas as suas revoltas, a cima de cada momento que você se esquece dele, e acima de tudo, ele te ama apesar de seus pecados. 
Então não se esqueça dele nesta data tão bonita, porque se não fosse por ele, você nada seria, você não existiria, não estou pedindo que passe o dia todo trancado em seu quarto e não comemore o Natal do jeito que a maioria comemora, não, Deus quer a sua felicidade a cima de tudo, mas eu só te peço que reserve cinco minutos da sua noite, antes da ceia de Natal, e converse com Ele. 
Ele gosta muito quando você conversa com ele, conta suas angustias, agradece,assim como todos nós gostamos quando alguém vem falar conosco .
Então pare e converse com ele, não se acanhe, não diga que não sabe, pois é simples, não precisa ser em voz alta, vá até o seu quarto, ajoelhe ao pé da sua cama e simplesmente converse, conte sobre como foi o seu ano, agradeça por tudo, peça perdão, enfim, diga tudo que acha que tem de dizer e faça tudo que acha que tem de fazer, mas só não se esqueça dele, porque ele nunca se esquecerá de você.

18 de dezembro de 2012

Em 2013 eu vou... # 265


Decidi, nas minhas resoluções de ano novo, que vou dar continuidade ao meu livro.
Não é piada, é sério.
Nada de emagrecer, doar roupas velhas ou visitar minha vó.
Ano que vem eu vou escrever.
Terminar. Ou Recomeçar se for preciso.
Mas vou dar sequencia a esse projeto.
Eu nunca coloquei ele como meta, com prazo estabelecido nem nada. Mas me senti em debito com ele e com vocês, por tá sempre na promessa.
Então meninas(os), se preparem, por que eu vou estar cheia de ideias, lembrando de historias cabulosas, vexames e etc.. Prometo não contar TUDO.
O meu prazo é termina-lo daqui um Ano, ou seja em dezembro de 2013, precisa estar pronto.
Eu não lido bem com pressão, mas queria que me cobrasse docilmente, como que não quer nada.
Por que se houver interesse nele mesmo, eu vou ter mais prazer em escreve-lo, logo vou querer que leiam.
Então é isso, sem grandes planos.

O Ano que vem eu vou de 2013 é:

Terminar meu Livro!

17 de dezembro de 2012

Dica pra Mulherada! - Leila Ferreira # 264 ALHEIO

Achei perfeito por isso compartilho..... 

Palestra da jornalista Leila Ferreira

Se eu tivesse que escolher uma palavra - apenas uma - para ser item obrigatório no vocabulário da mulher de hoje, essa palavra seria um verbo de quatro sílabas: descomplicar.

Depois de infinitas (e imensas) conquistas, acho que está passando da hora de aprendermos a viver com mais leveza: exigir menos dos outros e de nós próprias, cobrar menos, reclamar menos, carregar menos culpa, olhar menos para o espelho.

Descomplicar talvez seja o atalho mais seguro para chegarmos à tão falada qualidade de vida que queremos - e merecemos - ter.

Mas há outras palavras que não podem faltar no kit existencial da mulher moderna.
Amizade, por exemplo.
Acostumadas a concentrar nossos sentimentos (e nossa energia...) nas relações amorosas, acabamos deixando as amigas em segundo plano.

E nada, mas nada mesmo, faz tão bem para uma mulher quanto a
convivência com as amigas.
Ir ao cinema com elas (que gostam dos mesmos filmes que a gente), sair sem ter hora para voltar, compartilhar uma caipivodca de morango e repetir as histórias que já nos contamos mil vezes - isso, sim, faz bem para a pele.

Para a alma, então, nem se fala.

Ao menos uma vez por mês, deixe o marido ou o namorado em casa, prometa-se que não vai ligar para ele nem uma vez (desligue o celular, se for preciso) e desfrute os prazeres que só uma boa amizade consegue
proporcionar.

E, já que falamos em desligar o celular, incorpore ao seu vocabulário duas palavras que têm estado ausentes do cotidiano feminino: pausa e silêncio.

Aprenda a parar, nem que seja por cinco minutos, três vezes por semana, duas vezes por mês, ou uma vez por dia - não importa - e a ficar em silêncio.

Essas pausas silenciosas nos permitem refletir, contar até 100 antes de uma decisão importante, entender melhor os próprios sentimentos, reencontrar a serenidade e o equilíbrio quando é preciso.

Também abra espaço, no vocabulário e no cotidiano, para o verbo rir.
Não há creme anti-idade nem botox que salve a expressão de uma mulher mal-humorada.

Azedume e amargura são palavras que devem ser banidas do nosso dia a dia.
Se for preciso, pegue uma comédia na locadora, preste atenção na conversa de duas crianças, marque um encontro com aquela amiga engraçada - faça qualquer coisa, mas ria. O riso nos salva de nós mesmas, cura nossas angústias e nos reconcilia com a vida.

Quanto à palavra dieta, cuidado:
mulheres que falam em regime o tempo todo costumam ser péssimas companhias.

Deixe para discutir carboidratos e afins no banheiro feminino ou no consultório do endocrinologista. Nas mesas de restaurantes, nem pensar.

Se for para ficar contando calorias, descrevendo a própria culpa e olhando para a sobremesa do companheiro de mesa com reprovação e inveja,  melhor ficar em casa e desfrutar sua salada de alface e seu chá verde sozinha.

Uma sugestão?
Tente trocar a obsessão pela dieta por outra palavra que, essa sim, deveria guiar nossos atos 24 horas por dia: gentileza.

Ter classe não é usar roupas de grife: é ser delicada.
Saber se comportar é infinitamente mais importante do que saber se vestir.

Resgate aquele velho exercício que anda esquecido:
aprenda a se colocar no lugar do outro, e trate-o como você gostaria de ser tratada, seja no trânsito, na fila do banco, na empresa onde trabalha, em casa, no supermercado, na academia.

E, para encerrar, não deixe de conjugar dois verbos que deveriam ser indissociáveis da vida: sonhar e recomeçar.

Sonhe com aquela viagem ao exterior, aquele fim de semana na praia, o curso que você ainda vai fazer, a promoção que vai conquistar um dia, aquele homem que um dia (quem sabe?) ainda vai ser seu, sonhe que está beijando o Brad Pitt ... sonhar é quase fazer acontecer.
Sonhe até que aconteça.

E recomece, sempre que for preciso:
seja na carreira, na vida amorosa, nos relacionamentos familiares.
A vida nos dá um espaço de manobra: use-o para reinventar a si mesma.

E, por último  (agora, sim, encerrando), risque do seu Aurélio a palavra perfeição.

O dicionário das mulheres interessantes inclui fragilidades, inseguranças, limites.

Pare de brigar com você mesma para ser a mãe perfeita, a dona de casa impecável, a profissional que sabe tudo, a esposa nota mil.

Acima de tudo, elimine de sua vida o desgaste que é tentar ter coxas sem celulite, rosto sem rugas, cabelos que não arrepiam, bumbum que encara qualquer biquíni.

Mulheres reais são mulheres imperfeitas.

E mulheres que se aceitam como imperfeitas são mulheres livres.

Viver não é (e nunca foi) fácil, mas, quando se elimina o excesso de peso da bagagem (e a busca da perfeição pesa toneladas), a tão sonhada felicidade fica muito mais possível.

14 de dezembro de 2012

Tá Quase! # 263

"Uma casinha bonita. (Quase.)
Um emprego que eu adore. (Médio)
Uma pessoa que me entenda. (Ok (Várias graças a Deus))
Um par de pés pra me guiar. (Ok)
E um de braços pra dias frios. (Ok)
Um chão pra quando meu mundo desabar. (Ok)
Um colo eterno de mãe. (Ok)
Um lugar pra voltar. (Ok)
Outro pra ficar pra sempre.(Ok)"

A minha vida tá muito boa.
BOA mesmo.
Dizem que não é bom sair dizendo. Mas tem coisas que precisam ser divididas.
Eu não tenho medo do alheio, de me expor. Não, mesmo, pra nada.
A gente tem conseguido tudo que nos propormos. 
Tudo.
E mesmo ainda faltando o guarda roupa e a suggar, todo o processo até o nosso lar doce lar, tem sido uma experiencia muito prazerosa.
O Rafael veio acrescentar muito na minha vida, me dá muita paz e suporte.
Na vida dele eu sou um Tsunami, nada para ele tem mais o mesmo ritmo, tem muita desordem no seu cotidiano.
É...
Eu não passo despercebida.
Ele vai me dar uma Casa.
Eu vou dar a ele um Lar.

Que Deus nos Proteja e Abençoe, hoje amanha e sempre!

13 de dezembro de 2012

Volte Amanhã

Esse volte amanha é especial, o dedico a minha amiga Claudia, a Có.
Por que ela não só sempre volta, como ainda comenta.
Um grande beijo aos demais!

comentem que eu dedico um dia a vocês!
rsrs

BEIJOS

12 de dezembro de 2012

Presunto não por favor # 262

Meu salgado favorito sempre foi o risole de queijo e presunto.
Eu adoro queijo e presunto.
Combinação prefeita.
Misto quente, misto frio.
Pizza.
Lasanha.
Panqueca.
E pastel.
Pra mim ia queijo e presunto e tudo.
Igual ao bacon.
Mas outro dia, estava eu com Duda e suas amigas lá em casa e fui servir um misto quente, delicioso e inocente pra elas.
Mas as meninas são adventistas e me vi em uma saia justa:
Não comem nada de porco, nem presunto.
La vou eu tirar o presunto e tentar explicar a Duda algo que eu nem eu entendo.
Costumes de religiões são coisas tão difíceis de explicar, ai mais quando não é algo do seu dia a dia...
Duda não fez muita questão de entender e comeu o presunto que sobrou das amigas. Pra ela as coisas não precisam fazer tanta questão.
Saíram correndo pra brincar assim que tomaram o ultimo gole do suco, me deixaram pensando e nem fazem ideia de como é duro ser adulto.

Saudades de quanto eu comia presunto sem responsabilidades com a vida ou peso...

11 de dezembro de 2012

Minha Trilha sonora # 261

Que seja assim, pra mim e pra vocês!


Legião Urbana

Mas é claro que o sol vai voltar amanhã
Mais uma vez eu sei
Escuridão já vi pior de endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem

Tem gente que esta do mesmo lado que você mas deveria estar do lado de lá
Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Tem gente enganando a gente
Veja a nossa vida como está
Mas eu sei que um dia a gente aprende


Se você quiser alguém em quem
Confiar confie em si mesmo
Quem acredita sempre alcança


Mas é claro que o sol vai voltar amanhã
Mais uma vez eu sei
Escuridão já vi pior de endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem

Nunca deixe que digam que não vale a pena acreditar no sonho que se tem
Ou que seus planos nunca vão dar certo
Ou que você nunca vai ser alguém
Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Mas eu sei que um dia a gente aprende
Se você quiser alguém em quem confiar

Confie em si mesmo
Quem acredita sempre alcança...

Quem acredita sempre alcança
Quem acredita sempre alcança
Quem acredita sempre alcança

Quem acredita sempre alcança
Quem acredita sempre alcança
Quem acredita sempre alcança...

10 de dezembro de 2012

O rio pinheiros # 260

Fez um calor danado o dia todo.
E quase na hora de ir embora, choveu.
Alguns irão dizer que é típico do verão.
Eu não me lembro do verão do ano passado.
Nao me lembro nem o que comi semana passada, Quem dirá!
Esperando o trem, ainda na plataforma, me chama a atenção o rio.
O rio pinheiros que eu nem lembro que existe coitado!
Vou pra casa e volto andando em pararelo a ele e pá nem olho.
Só lembro que ele existe quando tá insuportavelmente fedido.
Hoje reparei nele por que esta feito um espelho...
Imóvel refletido o Céu. E uma tímida lua.
Dependendo do angulo, ele exibe o reflexo de alguns faróis, dos carros que seguem com ele.
Não tá fedido.
E fez um calorzão... Deve ser por causa da chuvona...
Ou sei lá.
Enfim!
Tô pensando aqui, que se ele fosse limpinho eu encarava um mergulho nele hoje.
Dia quente Da po**a!!

7 de dezembro de 2012

Iam crazy # 259

Eu sou sexy.
Sim sou.
Sem fazer força.
Tenho lábios bem feitos, busto grande e bumbum avantajado...
Mas nada disso me faz sexy.

Sou sexy,
Muito sexy.

Uso o cabelo em rabo de cavalo e adoro sapatilha de plástico, daquelas que dão chulé.
Nada disso interfere.

Sou sexy,
Muito sexy.

Uso camiseta de político e tenho várias calcinhas beges.

E sou sexy,
Muito sexy.

Também me acho ótima cantora.
Alguns muitos não concordam comigo.
E pra esse povo eu digo sempre Não ligo o que importa é meu gosto e ele me diz:

"Que voz linda, que mulher sexy"

Acredito muito em mim!!

;)

5 de dezembro de 2012

Meu Pai # 258

Meu pai faz aniversário hoje.
Eu esqueço as vezes. Já aconteceu mais de duas vezes.
Eu sempre fui muito boa com datas, tenho esquecido muitas outras coisas, mais do aniversario dele, esquecer, me chama muito a atenção.
Meu pai foi meu herói por muito anos, como manda o figurino.
Hoje eu tenho muito orgulho da sua honestidade, por ser trabalhador e por nunca ter se deixado levar pela autopiedade.
Meu pai também é homem, errou e erra como eu, sendo sua filha e também mulher, erro.

Meu pai falhou comigo. 

Sei que hoje quem sofre mais com isso é ele. Mas são feridas que quando bate o vento frio, ainda sinto doer.
Sou uma pessoa cheia de falhas e padrões de conduta difícil de compreender.
Eu o amo e não tenho dúvidas do seu amor por mim.
Mas o tempo, a qualidade de tempo não é algo que o amor substitui.
Meu pai me abraça forte quando me vê.
A minha filha é apaixonada por ele e reclama muito quando ele se ausenta.
Mas hoje no seu aniversario, eu não tenho muito o que dizer a ele.
Uma vez eu li que na natureza não há prêmios nem castigos, apenas conseqüências.
Sempre que eu penso nisso, penso no meu pai... Na vida que ele escolheu pra ele e por consequência pra mim.
Sou sua primeira filha. 
Ele disse que não esquece do dia que me viu andar pela primeira vez.
Hoje ando com minhas próprias pernas, não tenho na memória a data que o marcou tanto.

Estou escrevendo triste, pensando pela primeira vez que quase nunca falo do meu pai.
Pensando que minha filha também vai crescer, e estou pedindo a Deus pra o pai dela ser o herói dela por muitos e muitos anos.

Vou ligar pra o meu pai e dizer que ainda sinto muito a falta dele...


4 de dezembro de 2012

Milagre # 257

"Minha Nossa Senhora Desatadora dos Nós, dá um jeito no meu cabelo."

Não tenho a menor ideia de onde eu li isso, mas veja que coisa:
não sou a unica a Clamar.

Só que eu cansei de pedir.

Eu desistir da Progressiva.
Ah cansei!
Não fica liso gente!
Fica lambido, oleoso, quebrado, estraçalhado e precisa puxar a raiz com 2 semanas. Mas liso que é BOM nada.

PARA!

Não não!
Quero mais não.
Também desistir de pintar, vou usa a minha cor de merda de jegue.
Tô numa de natural.
Não sei até quando vai, por que no final eu sou mulher.
Mas hoje eu fiz uma cauterização, cortei e decidir rezar pra os cachinhos voltarem.
Chega de viajar pensando se a energia é 220. 

Não!

Tô velha pra esse exercício todo. 
Só fica bonito na hora, não pode suar, não pode pensar que arma esse troço que tenho na cabeça.
Eu já conversei com Deus, pra que tanto senso de humor e nada de beleza?
Pois agora é guerra.

Quer dizer PAZ.

Vou deixa meu cabelo em paz.

Vamos ver o que dá... 

Quem sabe rola um Milagre??

:)

3 de dezembro de 2012

Primeira Vez # 256 - Republicando + Editado

Foi em Dezembro de 2009, que o Calcinha Frufru publicou pela primeira vez um texto meu.

Falava sobre minha amizade com a Ana, que rende um milhão de Posts, todos eles originais...
Hoje tenho meu próprio Blog e tanto as pessoas de lá do Calcinha, como as daqui sabem muito sobre mim, sobre o que sinto, penso, gosto ou quase tudo que não gosto. 
Acho que sabem mais do que não gosto. Não gosto de muita coisa, né?rs

E grande parte das pessoas nem me conhecem pessoalmente!

Eu queria agradecer por fingirem que não percebem os meus erros de português e a Bobeiras que escrevo...

Tem sido muito BOM.

Bom mesmo, pra mim, um ano em que ao lado de vocês exorcizei fantasmas e descobrir o riso em cada linha que dediquei a vocês.

Enfim:

Obrigada por me deixarem ir ficando!



Para ler o meu primeiro texto clique AQUI

30 de novembro de 2012

Informe

Hoje é o ultimo dia de aula da Duda.

Estou resolvendo uma série de assuntos.
Isso mesmo, isso seria um Volte Amanhã, mas como amanha é sábado  e aqui não tem expediente, virou um informe do Loucuras de Dezembro.
Eu sei... ainda é Novembro, mas é pra vocês sentiram o clima.
Bjs

29 de novembro de 2012

Fim do Ano # 255

E dai que amanha é o ultimo dia pra acabar Novembro.
E quando acaba novembro, não tem pra onde correr é Natal.
Sim, ainda faltaram 24 dias.
Mas serão dias insanos e você não saberá dizer o que produziu de útil na hora em que for se deitar.

Mês doido!

Empata com carnaval, mas acredito ter muito mais loucos, por que as crianças também dão uma pirada.
Deve ser algo no ar.
Não sei...
Eu fico bem mais doida que o normal.
Até tomo até suco de maracujá!

Bem..
O ano acaba e a vida continua.
Esse ano tem a polemica de Outro Fim do Mundo.

Bem se resistimos...

Bem se resistimos, quero mudar o Layoutrs
Quero mais textos comentados... 
essas coisas,fica dica minha gente!

Bom mês de doido pra OCês!

27 de novembro de 2012

Etc & Tal # 254 - Por Caroline


Drama, exagero. Dane-se.

"Sou ruim, guardo rancor, junto pólvora, aguardo o dia em que você acenderá a chama e tudo explodirá. Não tenho cuidado algum para evitar tal situação. Você acenderá e se arrependerá. Mas só não chore o leite derramado, não se recupera o queimado.”





Quem quiser mais da Caroline é só clicar:

26 de novembro de 2012

Para Caroline - Meu Primeiro Amor # 253- republicando


Eu me lembro quando soube que a Caroline tinha nascido, me lembro do dia todinho, da emoção que eu senti, foi a primeira vez que eu amei algo que não existia...
Saber que eu já podia ver seu rostinho, que poderia enfim beija-la. Nossa....
Eu beijei muito a Caroline bebe, sempre escondido por que tinha sempre alguem pra dizer que dava sapinho ou sei la mais o quê.
Eu lembro da primeira vez que ela me chamou de tia. Ninguém nunca vai saber o que isso significa pra mim, eu a amo como filha e esse nomezinho, que eu ficava repetindo o tempo todo pra ela, tem muita importancia pra mim. Muita. Eu não sou sua tia de verdade, nem a madrinha que digo ser.

Eu sou é a Tia Aline Legal, que liga dando bronca e emendo um com "um me conta quando perder a virgindade?".


A Caroline é pra mim uma grande escola, sobre como lidar com a minha filha e muitas vezes me pego com o mesmo tipo de sentimento de posse que só as mães sabem ter, fico brava quando não me liga ou quando não me deixa recado nas redes socias... Coisas de amiga...
Recetemente tivemos uma crise, desaprovei algo que ela julgava excepcional e tive a impressão que minha opiniao não importa mais tanto... Ela se sentiu incompreendida e ficamos de bico.
Me comporto de igual pra igual com ela e isso nos aproxima muito.
Acho que ela só tem tamanho, mas por dentro tem muitos sentimentos e levo isso muito a sério, pois na idade dela eu acha que também morreria por amor ou por não ter uma calça jeans pra sair.
Eu gosto quando ela me pede pra interceder, negociar uma saida com a mãe dela, até hoje ela não me decepcionou, embora eu saiba que não devo esperar muito...rs


Mas eu queria que ela soubesse que o aniversário dela siginifica muito pra mim, que sempre o celebrarei, pois foi quando eu aprendir a amar alguém de verdade.


É pra sempre Caroline, é puro.


Sua Tia Aline

Volte Amanhã

A gente não faz cara feia...
Amanhã tô aqui!

Beijos

23 de novembro de 2012

Noticias Velhas # 252


Eu assino uma revista ai.

Entregam no sábado.
Já contei que a minha rua é sem saída?
Ai temos uma caixa de correspondência no começo da rua.
Mas não cabe uma revista.
Dai mando pra o meu serviço.
E isso tá me causando tanto aborrecimento que vou cancelar a renovação.
Um dia não chega, no outro chega metade, isso quando não a recebo na quinta, cheia de "noticias velhas..."
Uma vez, fui perguntar na recepção e peguei a menina folheando.
Acho que em retaliação, fiquei uma semana sem receber. 
PUTAÇA liguei na editora pra reclamar, pois me diziam na portaria, que o menino que entrega, joga na calçada.
O coitado veio aqui, na sala do meu serviço me dizer que perdeu 40 minutos pra preencher os protocolos pra poder subir, pra me dizer que NUNCA na vida dele fez isso, por que alem de ser boa pessoa, é constantemente monitorado.
Tadinho...

Fiquei com mais raiva da recepcionista. Mandei Email relatando o acontecido pra o sindico. Isso em Julho. Nem um vou verificar recebi dele.
Minha assinatura já venceu e to recebendo a mais pelos exemplares supostamente extraviados.
Perguntei diversas vezes se o entregador ia ser penalizando, por Email informaram que não.
Me sinto péssima, coitado.
Eu só queria ler a porcaria da revista!

22 de novembro de 2012

Blog sem Fins Lucrativos # 251

Volta e meia ouço uma gracinha:

"Aline passa o dia todo na internet."

"Falta do que fazer esse blog viu?"

Ai fico pensando, em responder com a sutiliza que me é característica, mas penso que ganho mais ignorando.
Só que dessa vez, me incomodou muito. 
Sabe? Quando vem de quem você não espera?
Pois é.
Eu não passo o dia todo escrevendo no Blog, mesmo que passasse o tempo é meu e o faço o que quiser dele. 
Antes isso, do que ficar cuidado do tempo das outras pessoas.
Eu tenho muito o que fazer, por isso tenho tantas historias para contar aqui. Mas eu otimizo meu tempo, sei o que me é prioridade.
Não fico gritando que eu não tenho tempo pra nada, faço o que quero, quando quero. Quando é interessante pra pessoa, sempre se arranja tempo.

A gente tem tanta coisa ruim pra encarar na vida e deve-se fazer isso com coragem. 
Eu procuro me dedicar a essas coisas que importam.

Pra mim, não me importa se você usa o sua pagina do Facebook pra vender banana ou lamentar sua incapacidade de ver o belo, a página é sua, você posta o que quiser. Se me encher o saco com postagens, tem a opção Excluir e se achar muito radical tem a Não Mostrar no Feed.

Ninguém é obrigado a acompanhar o outro na vida real, muito menos na rede.

Uso esse blog, que é MEU, como válvula de escape, terapia e vaidade. Não estou a procura de uma legião de fãs.
Não vendo nada aqui e nem ando pedindo doações.
Havia cadastrado alguns e-mail, de pessoas que considerava intimas, para receber no automático, por me considerar importante a elas.

A parti deste Post, não os enviarei mais.

Não vou pedir desculpas por ter lotado a caixa de entrada de vocês com meus textos, por que se excluir da lista era uma opção.

Falar mal e falar para os outros é muito mais incomodo do que compartilha idéias.

Aline



21 de novembro de 2012

Etc & Tal - Por Caroline # 250


E quando você se cansar de todos eles, quando você quiser respirar, ou simplesmente relaxar em um abraço apertado o bastante para transmitir o máximo de segurança possível e folgado o suficiente para que te deixe livre para ir embora quando quiser, pode me chamar, eu sempre vou estar disponível para você. 
Podemos comparar o amor com um passarinho, se você aperta demais ele morre, mas se deixa solto demais ele voa. 
Temos de regular a nossa força para que ele permaneça. 

Sei que ainda pode ser cedo demais para chamar de amor, mas é grande, e forte. E qualquer que seja o nome disso, eu não quero que acabe.

20 de novembro de 2012

Consciência # 249

E dai que hoje é feriado.
Em Sampa pelo menos.
Feriado do Dia Nacional (só em Sampa?!!) da Consciência Negra.
Hoje 20 de novembro é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.
Li isso no Google.
Dai que não sei o que Inserção quer dizer.
Procuro no Dicionário Online de Português, encontro algo simples: Inserção: s.f. Ação de inserir: inserção de um anúncio num jornal.
Hum...
Então é mais ou menos quando reconhecemos que o Negro também vive com a Sociedade.
Reconhecemos nada, por que Eu não tenho nada a ver com isso. Não sei de nada, não vi nada e pra mim desde sempre todo mundo é muito igual..
Mas é um feriado e eu me beneficio dele.
Fiquei pensando nisso um tempão.. E quantas coisas a gente leva no vácuo de outros.
Tenho uma colega que me diz frequentemente, que se achar Quem Queimou os Sutians, dá na cara até pedir pra SAIR.
São lutas de indivíduos, que na vitoria, sempre beneficiam a massa.
Sou contra o Sistema de Cotas. 
Em qualquer finalidade. 
Sei que houve muito abuso e nada do que possa ser feito agora, tem como consertar o passado. Então, não acredito nesse "beneficio."
Eu to escrevendo esse texto meio serio, por que vivemos um momento de violência, principalmente em São Paulo, que tem me feito pensar muito na minha vida mais profundamente, sabe? Ver as coisas numa dimensão maior. Em escala espacial...
Hoje, olhando pra minha filha, que não tem olho azul, mas é branca, definitivamente branca, quero que ela tenha chances iguais. Pelo esforço e pela competência.
A vida desde sempre é uma guerra e sinto muito que tenhamos essa marca de sangue na nossa historia. 
Que possamos celebrar as conquistas sempre com a dignidade do nosso esforço.

Aline, amarela por definição, guerreira por atitude.



19 de novembro de 2012

Felicidade Alheia # 248

Os meus sogros estão jovens, cheios de vidas e antenados.
Minha sogra é fã artesanato, mas bate papo com os filhos no MSN.
O meu sogro se aposentou, acabou desistindo do ócio e voltou a trabalhar. Mas no fim da noite, dedilha no violão canções de amor.
Passei uns dias com eles e certa noite ele se dedicou a interpretar Marisa Monte num aplicativo do Ipad.
Eu falei que eram antenados!
Ele não sabia que eu o ouvia e enão queria que ele soubesse para não para-lo.
Ele não é nenhum Frank Sinatra, mas tem uma voz apaixonante.
Como além de não dançar, eu sou afinação Zero, admiro que canta redondo, quem logo identificamos a melodia, mesmo nos primeiros acordes.
Já tinha ficado impressionada com a delicadeza da voz dele, dai soube que no casamento dos dois filhos ele os homenageou com sua arte.
No da filha, cantou Ave Maria, de surpresa, fazendo todo mundo chorar. No do outro filho, tocou a mesma Ave Maria, mas no cavaquinho, levando também todo mundo aos prantos pela surpresa e a emoção.
Acho bárbaro gente assim, que marca a vida do outro com atitudes, sabe?
Ele pode ter dado a casa, o sofá ou quem sabe uma panela de pressão de casamento. Mas nada disso será tão marcante, como dizer:

"Meu pai cantou pra mim, no meu casamento..."


Sim, sim.. É inveja o que sinto. 

Mas inveja branca.
Por que é tão linda a historia, que ao conta-la eu me sinto feliz pelos meus cunhados, por essa família especial que vai ser um pouquinho minha também.





16 de novembro de 2012

Minha Trilha Sonora # 247

Ela beija diferente
"Soulstripper"


Ela beija diferente
Tem um gosto a mais
Por isso tanto menininho vive correndo atrás
Mas eu não faço isso não
Ela é meio chatinha
Mas quietinha é uma gracinha
Eu gosto do jeito que ela prende o cabelo
Ela roubou meu coração
O beijo dela tem gosto de chantili e amora
Framboesa, caramelo e milk shake
Ela beija diferente
Ela beija diferente
Ela beija diferente
Tem um gosto a mais
Por isso tanto menininho vive correndo atrás
Mas eu não faço isso não
Ela é meio chatinha
Mas quietinha é uma gracinha
Eu gosto do jeito que ela prende o cabelo
Ela roubou meu coração

Ela tem um jeitinho ruim de ser
Meu inferninho, meu nenê
Ela beija diferente
Ela beija diferente


Adorando Soustripper, cada verso...

15 de novembro de 2012

Volte Amanhã

Hoje é feriado.
O que tá fazendo aqui?
Vai aproveitar a vida e...
Volte Amanhã!rs

Dia Bom pra você!

14 de novembro de 2012

Compromisso # 246

Eu sou um paradoxo.
Sou sim.
Amo o Natal.O ritual.A tradição.
Mas não gosto muito de seguir os demais roteiros da vida cristã.
Da vida em geral, sabe?
Pela ausência do meu pai em minha vida, nunca consegui na adolescência  sonhar com a cena dele me conduzindo ao altar.
Já na vida adulta, passei uma temporada na lona e na lama dos relacionamentos e perdi totalmente a ilusão.
Perdi mesmo.
Sempre quis a família, o ritual eu trocava por uma geladeira bacana. Fora que o branco engorda e embora eu passe bem longe de ser tímida, esse lance de ser o centro das atenções numa passarela com salto alto... Bem, não é pra mim.
Mas, na vida não há roteiros. 
Nem nossos planos ou decisões estão a salvos.
Não sei se o destino tá traçado, queiramos ou não... Mas sei que eu não sou a mesma pessoa de 7 meses atras.
Eu sou um paradoxo.
Mas essa mudança, ao meu julgamento, só me deixou melhor, só me faz feliz. Me acrescenta essa reviravolta constante, desde que eu e o Rafael nos tornamos um casal.
Somos um casal há pouco tempo, mas parece que nos conhecemos toda vida, tamanha a nossa intimidade.
Claro que ainda há muito a descobrir. 
Por isso, quando ele pediu a minha mão em casamento, eu aceite não só aquela aliança temida e ansiada.
Eu aceitei sonhar.
Tenho deixado o medo de ser vulnerável, de ser cuidada para trás e coisas maravilhosas tem acontecido.
Não sou apenas a Noiva do Rafael, eu estou Noiva da Vida que Sonho pra Nós. 
Totalmente comprometida com o nosso futuro.
Dá medo!!
Mas eu quero tudo.
E que se dane o Paradoxo!







13 de novembro de 2012

Etc & Tal - por Caroline # 245

Pois é meu amigo, você era tão carinhoso, tão educado, sempre se importou com o que eu achava, com o que eu sentia, sempre me perguntava qual o sabor de milkshake eu queria, sempre percebia se eu mudava a cor da unha, ou simplesmente se estava com um penteado diferente, você me tratava como uma princesa. 
Droga. 
Eu nunca quis um príncipe, nunca quis ser tratada com uma princesa, nunca quis a certeza de uma amor eterno, isso não faz sentido, amor sem dor não tem graça, precisamos correr riscos, viver alguma incerteza, mas você nunca deixava isso acontecer, sempre me poupava de qualquer esforço. 
Droga. Droga. 
Mil vezes droga, você já deveria saber que tudo que vem fácil de mais vai fácil, você se preocupou tanto com o meu bem estar que nunca prestou atenção na nossa relação, que estava indo automaticamente para um penhasco com cada ato de bondade teu. 
Não te peço para ser um canalha, só menos encantado com as coisas ao redor do seu mundo tão perfeito
Eramos um, em dois corpos separados por mil diferenças, entretanto sobrevivemos a meio de tantas quedas que nos feriram de forma absurda, então eu soube do buraco que deixei em seu peito, soube também que aquilo não foi proposital, mas sim, o meu ato de bondade para conosco, não poderíamos segurar aquilo por muito tempo ou nos afogaríamos cada vez mais separados com o nosso próprio orgulho e tanto esforço não serviria de nada, sendo que morreríamos na beira da praia. 
Apenas te peço para guardar tudo o que tem para alguém que mereça tão mais do que eu, todo o seu amor e sua bondade sem limitações, pois não posso eu, ultrapassar meus limites.