13 de janeiro de 2012

O medo alheio # 108 - Republicando

Eu Odeio Elevador.

Dentro dele, nem me olho no

Se eu estiver sozinha, travo. Mas acompanhada, não gosto de papo e nada de gracinhas.
Escrevo esse texto, porque lembrei de um especial que assisti do 11 de setembro que me fez muito mal. Já não bastasse rever toda a tragédia, ouvir o relato desesperador de um sobrevivente que ficou preso sozinho em um elevador no meio daquela tragédia toda acabou comigo.
Ele nem tinha como cogitar o que acontecia lá fora e já se considerava morto, pois conseguia ouvir as explosões, os gritos e as sirenes. Imagina que Desesperador!!
Eu fiquei mais de 4 horas presa em um elevador de um prédio ainda em construção., a origem do meu medo. Eu sabia que em algum momento seria resgatada, mas mesmo assim, minhas mãos suam frio com a lembrança da agonia que foi esperar.

As portas se abriram ele foi salvo, mas eu, nem você podemos imaginar os que ele deve ter. Muita gente se recupera rápido, mas tem muitas pessoas que não conseguem seguir em frente.

Eu respeito muito o medo alheio, depois dessa reportagem agora muito mais!

Xeiros



Original em  http://www.calcinhafrufru.com.br/2011/12/coisas-de-aline-medos.html#ixzz1jHgdMY9M

Um comentário:

  1. Então leia o documentario de quem foi para guerra.

    ResponderExcluir